Gerenciador Financeiro GFIL

Site Oficial do Sistema GFIL

Gerenciador Financeiro GFIL - Menu Principal

Manual de Ajuda do Sistema GFIL



Imprimir ou Gerar .pdf de todo o Manual

Atenção: as orientações abaixo só serão 100% corretas se seu GFIL estiver atualizado na última versão -> 10.12.17

GFIL - Manual de Ajuda

Tópico Nº: 71 - Título: Como corrigir o erro "Duplicidade de NF-e"?

Obs. inicial: as orientações deste tópico são aplicáveis tanto para NFe, como NFCe e também MDFe.

Bom, a primeira coisa que se deve entender é a causa desse erro: a duplicidade de nota ocorre porque aquele número de nota já foi transmitido para a SEFAZ e está com status de autorizada ou denegada no servidor da SEFAZ.

Ele pode ocorrer em duas situações e, cada uma delas retornará uma mensagem diferente da SEFAZ:

Situação 1
Erro retornado: "Duplicidade de NF-e".
Neste caso, com certeza você enviou essa nota/MDFe pelo sistema GFIL em algum momento anterior. Porém, por alguma instabilidade no servidor da SEFAZ ou mesmo na internet local, o sistema não conseguiu capturar o retorno da SEFAZ. Com isso a nota/MDFe foi transmitida e autorizada na SEFAZ, mas, no GFIL, ficou com situação "1 - Iniciada".
A solução é bastante simples. Basta acionar o menu popup (botão direito do mouse) no grid que lista as notas/MDFes e selecionar o menu "Atualizar SITUAÇÂO da nota já transmitida" que o GFIL fará o procedimento de atualização da nota/MDFe no sistema.


Situação 2
Erro retornado: "Duplicidade de NF-e, com diferença na chave de acesso".
Esta situação já é um pouco mais complicada e precisa de análises mais detalhadas.

Esse erro significa que esse número de nota/MDFe já foi enviado anteriormente, porém, lá na SEFAZ a chave com a qual o XML foi enviado é outra, ou seja, não confere com a chave registrada no GFIL.
Quando você tentar enviar uma nota/MDFe e ocorrer essa rejeição, o GFIL vai te apresentar o erro e informar qual é a chave que está gravada lá na SEFAZ.
Atenção: guarde essa chave, pois vai ser necessário para consultar a nota/MDFe. O GFIL vai mostrá-la apenas uma vez. Se você tentar enviar uma nota/MDFe que já teve erro de rejeição, o GFIL não vai permitir o envio e apenas vai informar que a nota/MDFe já foi rejeitada.

Muito bem, para tentar solucionar a situação, agora precisamos entender o que são todos os 44 números de uma chave de nota/MDFe eletrônica.
Aqui vamos apenas analisar os campos da chave que nos interessam para esta questão, mas é altamente recomendável que você procure analisar todos esses 44 números e entender o que cada um significa. Pesquise na internet que vai encontrar centenas de artigos.

Muito bem, para nossa análise, vamos utilizar as seguintes chaves:
- Chave a: 41181210971229000115650010000000631162563697. É a chave gerada no sistema GFIL e que aparece na tela de notas/MDFes do sistema;
- Chave b: 41181110971229000115650010000000631162563693. É a chave que retorna na mensagem de erro da SEFAZ.
Obs.: para fins desta análise, vamos considerar que a data de hoje é 06/12/2018.

Como mencionado acima, cada um dos 44 dígitos da chave refere-se a uma informação. Nesta análise, vamos analisar apenas os dígitos que nos interessam neste momento para explicação sobre o erro, ou seja, os dígitos das posições 1 a 6 e das posições 36 a 43, quais sejam:
- Dígitos de 1 a 2 (em ambas as chaves) = 41. É o código da UF do emissor da nota/MDFe;
- Dígitos de 3 a 4 (em ambas as chaves) = 18. É o ano de emissão da nota/MDFe;
- Dígitos de 5 a 6 (da chave retornada pela SEFAZ) = 11. É o mês de emissão da nota/MDFe registrada lá na sua Sefaz;
- Dígitos de 5 a 6 (da chave mostrada na tela de notas/MDFes do GFIL) = 12. É o mês de emissão da nota/MDFe no GFIL;
- Dígitos de 36 a 43 (em ambas as chaves) = 16256369. É um código aleatório gerado no GFIL para essa nota/MDFe.

Note que o mês (posições 5 a 6) de emissão constante nas chaves é diferente. Na chave da SEFAZ o mês é 11 (novembro) e, na chave do GFIL, é 12 (dezembro). Isso acontece porque você está gerando a nota/MDFe hoje no GFIL. Como estamos em dezembro, o sistema atribui 12 para o mês da nota/MDFe na chave. Porém, essa nota/MDFe já está autorizada lá na SEFAZ, mas, com 11 nesse campo, ou seja, a nota/MDFe já havia sido enviada em novembro. Por isso o erro de nota/MDFe em duplicidade com diferença na chave.

O próximo passo então, será analisarmos o código aleatório (posições 36 a 43) de cada chave. Se esse código for igual em ambas as chaves, então é porque a nota/MDFe foi enviada pelo GFIL e precisa apenas ser feita a atualização da situação no sistema. Veja mais adiante como fazer essa atualização.
Já, se esses dois campos forem diferentes, então há um problema que você precisa analisar e resolver, pois, nesse caso, essa nota/MDFe foi emitidas por outro software.
Não seria preciso nem dizer, mas vai aqui um alerta: se você emite notas/MDFes em mais de um sistema, com certeza está criando problemas para sua empresa que podem gerar sérias consequências, inclusive junto ao fisco. Analise bem e opte por apenas um software.
Se isso aconteceu, ou seja, se a nota/MDFe foi emitida em outro sistema, aí o procedimento é você excluir a nota/MDFe no GFIL (botão direito do mouse) e conversar com seu contador ou suporte técnico como proceder em relação ao XML.


Corrigindo esse erro da situação 2 (somente se a nota/MDFe foi emitida no GFIL)

  1. De posse da chave que o GFIL te informou quando mostrou a rejeição, acesse o portal de notas/MDFes da receita e consulte a chave retornada pela SEFAZ para verificar qual foi a data exata em que ela foi autorizada. Anote essa data.
    Observações:
    a) Na própria tela de notas/MDFes do GFIL há um menu para acessar o portal;
    b) Caso você não tenha anotado a informação de qual é a chave dessa nota/MDFe registrada lá na SEFAZ, então você precisa ver com seu contador como consultar uma nota/MDFe pelo número e obter a chave dela;

  2. No grid da listagem das notas/MDFes, acione o menu popup e clique em "Alterar DATA DE EMISSÃO e Gerar Novo XML". Ao acionar essa opção o GFIL vai perguntar qual é a data de autorização da nota/MDFe registrada na SEFAZ. Aí o GFIL fará o ajuste na chave da nota/MDFe no sistema e gerará um novo XML assinado;

  3. Se tudo deu certo, agora basta você fazer a atualização da nota/MDFe no GFIL (botão direito do mouse e acionar o menu "Atualizar SITUAÇÃO da nota já transmitida") que o problema será resolvido.

  4. Ajude-nos a melhorar esta ajuda. Envie crí­ticas e sugestões para sugestoes@sistemagfil.com.br.